Sobre picos e saltos

Picos de crescimento e saltos de desenvolvimento. Taí duas coisas que eu ignorava plenamente antes de virar mãe. Então descobri que em alguns momentos da sua vidinha, os bebês passam por transformações que podem impactar o sono, a alimentação, o comportamento. Até hoje tive duas consultas no posto de saúde com o Ben, e em nenhuma delas as médicas sequer mencionaram a existência destes picos e saltos.

Mas eu acho que essas informações deveriam ser amplamente divulgadas e compreendidas por profissionais de saúde e de educação, mas principalmente pelas mães. Imagina quantos julgamentos precipitados, quantas mães achando que têm leite fraco, quantos familiares achando que os bebês estão mimados, ou manipulando os pais, ou viciados em colo?

São tudo fases, e compreendê-las ajuda a saber passar melhor por cada uma delas. Por isso achei por bem trazer esses dois quadros que uma colega publicou no Facebook, e que aparentemente foram elaborados pelo pessoal do Grupo Virtual de Amamentação (não sei se é esse exatamente o nome do grupo, espero ter acertado!)

531333_539547779390899_907145684_n 734869_539058822773128_271342760_n

Achados de setembro

Fases de crescimento e desenvolvimento que modificam o sono do bebê e da criança
Aquele bebê que conhecíamos, de repente não quer mais saber de dormir como antes, e só quer o peito. Ou pior, não quer o peito? Deve ser muito angustiante para os pais quando isso acontece. Então achei muito explicativo esse texto que mostra como alguns picos de desenvolvimento trazem alterações ao comportamento do bebê. Saber que são só fases ajuda a acalmar o coração e estar mais preparada para essas ‘surpresas’.

Um pediatra pra lá de querido que infelizmente só atende em São Paulo.
Jogar nos filhos nossas expectativas e frustrações é muito comum. Importante ter em mente que é uma nova vidinha, e que ela tem toda uma personalidade e um tempo próprios.

Assistência ao segundo e terceiro períodos do trabalho de parto baseada em evidências
Uma revisão de literatura em busca dos melhores procedimentos para a assistência ao parto: duração do expulsivo, puxos, forceps, episiotomia, práticas para reduzir traumas…

Parto que pariu!
Um blog de um obstetra humanista.