Eu tinha milhões de nomes para meu filho…

… e nenhum filho.

Hoje eu tenho um filho e nenhum nome pra ele.

Tá, é mentira. Estamos empatados entre dois nomes. Mas é curioso, né?

Eu sempre quis ser mãe e já tive trocentos nomes para meus filhos.

Quando pequena, era André Luís. Isso porque quando nasci minha mãe imaginava que esperava um casal de gêmeos: Ana Luísa e André Luís. Mas aí nasceu a Ana Luísa e outra menina – esta que vos fala. Fiquei uma semana sem nome, até que escolheram Denise. Denise Maria, mais precisamente 🙂

Então, minha missão era fazer nascer o André Luís. Foi esse inclusive o nome do meu boneco preferido (um que imitava um recém-nascido).

Na adolescência, tive preferência pelo Gustavo, e depois pelo Felipe.

E então namorei um Felipe. Ele queria ter uma filha chamada Maria Eduarda, então eu decidi que nosso filho se chamaria Diego. E o namoro durou três anos.

Alguns anos depois, conheci o Diego – vulgo Queridíssimo 🙂

E elegi Davi como o nome da vez. Nesse período comecei a ter preferência por nomes curtos, com significado. Davi, ao contrário, dá Vida.

Quando decidimos engravidar, surgiu o nome Ben. Curto, sonoro, significa ‘filho preferido’, e é quase exclusivo.

Assim, passamos a falar no Ben. O quartinho do Ben, o cofrinho do Ben, quando o Ben nascer…

E aí veio a sexta-feira e a confirmação de que estamos esperando um meninão.

E eu saí da clínica com dúvida. Será Ben mesmo?

E hoje estamos empatados: entre Davi (comum, simples, facilmente reconhecível e soletrável), e Ben (exclusivo, sonoro, simples e exótico). Entre o conservador e o ousado.

Coisa difícil é escolher um nome pra um filho!

100 nomes de bebês mais usados em 2011 [BabyCenter Brasil]

E daí que coincidentemente, o BabyCenter Brasil divulgou hoje os 100 nomes de bebês mais usados pelas mais de 60 mil usuárias do site em 2011. E daí também que novamente as pessoas andam muito previsíveis… sobem aqueles nomes de personagens de novela, e nada de nomes vintage dessa vez… quem sabe minhas apostas se confirmam e eles aparecem no ranking que 2012, né?

As novidades na lista em 2011 (a colocação entre parênteses é a ordem em que aparecem nas listas de meninos e de meninas):

Luiz Otávio (58º)

Maria Alice (65ª)

Marcelo (74º)

Renato (83º)

Ana Lívia (84ª)

Débora (88ª)

Thales (90º)

Luiz Miguel (91º)

Maria Sophia (93ª)

Hadassa (95ª)

Antonella (96ª)

Jennifer (97ª)

Betina (98ª)

Mariah (99ª)

Matheus Henrique (100º)

 

 

 

Rapidinha de sexta!

(daqui)

– Meu amor, o que vamos dar de Natal parao teu pai?

– Um neto.

– O.o

—————————————————-

Sempre que começo a ler um livro novo, fico procurando os personagens com os nomes mais bonitos. Mas daí que agora estou lendo Incidente em Antares e uma das personagens principais se chama:

BRIOLANJA

———————————————————

Estamos na semana fértil. Dedos cruzados! (e pernas abertas)

Maria e José são os nomes mais comuns no Brasil [Folha de S. Paulo]

Folha de S. Paulo, 28/11/2011

Um levantamento da empresa de análise de crédito ProScore revelou que Maria e José estão no topo da lista dos 50 nomes mais comuns no Brasil.

O nome Maria é usado por mais de 13 milhões pessoas, enquanto José, o segundo colocado, tem mais de 8 milhões de registros. Na sequência, com 3,5 milhões aparece Antônio. João e Francisco vêm em seguida, com 3 milhões e 2 milhões, respectivamente.

Outro dado curioso do levantamento é o nome Luiz com “z” –que é três vezes mais usado que Luís com “s”. Luiz ultrapassa os 1,5 milhões de adeptos, enquanto Luís não chega nem a 500 mil.

A pesquisa foi feita com base no banco de dados da empresa, que conta com informações de 165 milhões de CPFs. De acordo com o último Censo, havia 190,7 milhões de habitantes no Brasil em 2010.

VEJA A LISTA DOS 50 NOMES MAIS COMUNS

NOME NOME
1. MARIA 13.356.965 26. ROBERTO 480.695
2. JOSÉ 7.781.515 27. MÁRCIO 471.906
3. ANTONIO 3.550.752 28. EDSON 467.806
4. JOÃO 2.988.744 29. ANDRE 465.484
5. FRANCISCO 2.242.146 30. SÉRGIO 462.397
6. ANA 1.996.377 31. JOSEFA 453.636
7. LUIZ 1.541.895 32. PATRÍCIA 446.00
8. PAULO 1.416.768 33. DANIEL 439.826
9. CARLOS 1.384.201 34. RODRIGO 438.083
10. MANOEL 1.334.182 35. RAFAEL 432.356
11. PEDRO 995.254 36. JOAQUIM 431.594
12. FRANCISCA 853.590 37. VERA 430.683
13. MARCOS 823.738 38. RICARDO 423.616
14. RAIMUNDO 821.242 39. EDUARDO 417.277
15. SEBASTIÃO 798.627 40. TEREZINHA 409.120
16. ANTONIA 672.400 41. SONIA 403.702
17. MARCELO 628.138 42. ALEXANDRE 403.114
18. JORGE 587.670 43. RITA 396.901
19. MÁRCIA 557.347 44. LUCIANA 390.507
20. GERALDO 530.050 45. CLAUDIO 390.104
21. ADRIANA 529.778 46. ROSA 385.634
22. SANDRA 497.971 47. BENEDITO 378.680
23. LUIS 492.208 48. LEANDRO 378.136
24. FERNANDO 489.142 49. RAIMUNDA 372.672
25. FÁBIO 481.790 50. MARIO 364.589
FONTE: PROSCORE BUREAU DE INFORMAÇÃO E ANÁLISE DE CRÉDITO


Placar: Meninos 3 X 4 Meninas

No momento, tenho sete amigas grávidas.
Uma delas, que já é mãe da Sofia de 1 ano, acabou de me ligar dizendo que vai ter um menino!
Mas a balança menino X meninas ainda está pendendo para elas.
Até o momento, são 4 amigas esperando meninas (Julia, Cecília, Helena e Joanna) e 3 amigas esperando meninos (Henrique e dois nomes ainda indefinidos).

Será que vou contribuir pra equilibrar a balança, ou pender ainda mais pro lado delas?

*Atualização 23/11/11: A irmã da mãe do Henrique também está grávida, esperando a Maria Fernanda. O que faz o placar pender ainda mais para as moças em 5 X 3