Dicionário grávido

Clique para ir ao blog.

A Luiza, do blog Potencial Gestante, fez um post divertido sobre os termos que invadem a vida e a cabeça das mulheres durante a gravidez. Imagino que assim que sai o resultado, um novo mundo se abre em frente à mulher, recheado de novas rotinas, exames, partes do corpo nunca dantes observadas, palavras esdrúxulas nunca antes pronunciadas e uma série de coisas que não fazem parte da vida de uma mulher pré-maternidade.

Percebi que tinha muita coisa da qual nunca havia ouvido falar e resolvi ir atrás para destrinchar os significados. Confesso que foi uma tarefa divertida, e aprendi um monte fazendo. Espero que seja útil para mais alguém!

Dicionário grávido

apgar – teste realizado no bebê na hora do nascimento e 5 minutos depois, avaliando freqüência cardíaca, respiração, tónus muscular, irritabilidade reflexa e cor da pele.
aréola –  pequena área circular que envolve o mamilo.
assoalho pélvico – estrutura complexa que engloba a pelve e tem a função de suportar os órgãos pélvicos, manter a continência urinária e fecal, além da função sexual. Pode ser afetado durante o parto. Tem um site só sobre isso.
beta hcg – (hormona gonadotrofina coriónica) hormônio produzido pela placenta logo após a fixação do embrião na parede do útero. O exame beta hgc é o 2º mais comum para identificar gravidês. O mais comum é o de urina (de farmácia)
circular de cordão – quando o cordão umbilical está enrolado no pescoço do bebê no útero. Quando identificado, muitas mães e médicos decidem fazer parto cesariana. Mais informações aqui.
clamídia – DST causada pela bactéria Chlamydia trachomatis, que pode infectar homens e mulheres e ser transmitida da mãe para o feto na passagem pelo canal do parto (mais aqui).
cócoras uma das opções para realização de parto normal, e que permite a ação da gravidade (mais detalhes).
colostro leite produzido pela mãe nos primeiros dias após o parto. Rico em proteína, é considerado a “primeira vacina do bebê
contração de braxton hicks são contrações indolores que podem ser sentidas a partir das 16 semanas, e que especialistas acreditam que sejam como um “treinamento para o corpo“.
coroamento quando o bebê está quase nascendo e sua cabeça aparece na entrada da vagina
dilatação processo e abertura gradual do colo do útero para o nascimento do bebê
eclâmpsia quadro de saúde em que a mulher grávida apresenta convulsões, entre outros sintomas de risco para ela e o bebê. A pré-eclâmpsia se caracterisa por pressão alta e alterações na urina. Mais aqui.
episiotomia corte feito pelo médico na abertura inferior da vagina da mãe durante o parto, na tentativa de ajudar a passagem do bebé pela vagina.
estria se forma quando a pele é extremamente esticada, ultrapassando sua capacidade. Algumas dicas para tratá-las aqui.
fadiga sintoma que acomete muitas mulheres no início da gestação. Sinal de que o corpo está trabalhando arduamente para se adaptar à nova realidade.
fórceps instrumento utilizado para auxiliar a saída do bebê, em casos de emergência ou de sofrimento fetal
gases é comum durante a gravidez por alguns hormônios provocam o relaxamento do intestino
icterícia a icterícia neonatal é muito comum, e causa amarelamento da pele. Mais sobre icterícia neonatal aqui.
licença maternidade direito de toda mãe trabalhadora, pode ser de 4 ou 6 meses e garante à mãe ficar este período após o nascimento do bebê em cada e ser remunerada.
linha nigra linha escura que surge durante a gravidez na pele da barriga e vai da altura do estômago até a região pubiana. Normalmente some logo após o parto
mecônio são as primeiras fezes do bebê. Quando a gravidez dura mais de 40 semanas pode ocorrer de o bebê defecar dentro do útero e o mecônio misturar-se ao líquido amniótico. Mais aqui.
nulípara Diz-se de uma mulher que nunca teve um parto. ou seja, mãe de primeira viagem.
ocitocina Hormônio natural liberado durante o parto. É muito comum o uso de ocitocina sintética em hospitais. Vale a leitura deste post aqui.
ordenha a mulher pode tirar ela própria o leite do peito por diversos motivos (aliviar a pressão, enviar para doação, armazenar para dar ao bebê em momentos de ausência, etc)
peridural tipo de anestesia que bloqueia o envio da dor para o cérebro. Muito comum para aliviar a dor do parto. Esse infográfico mostra como ela funciona.
períneo Região que vai da vulva ao ânus. Tem muita informação sobre o paríneo neste site aqui.
placenta vital para a manutenção da gravidez, funciona como um filtro entre o sangue materno e o sangue fetal, possuindo circulação materna de um dos lados e circulação fetal do outro, separadas por uma barreira membranosa… continua
pré-natal nome dado ao acompanhamento médico de mãe e bebê durante todo o período gestacional.
pródomos é o início ou indicativo de início de algo. No caso da gravidez, são os primeiros sinais de que a hora do parto está próxima.
prolactina hormônio que estimula a produção de leite nas mamas.
puerpério período logo após o parto em que o corpo da mulher sofre alterações para voltar à forma pré-gravidez.
raquidiana outro tipo de anestesia, mais comum em partos cesáreos. Conheça a diferença entre raquidiana e peridural.
ultra-sonografia praticamente 2º momento mais esperado pelos pais (o primeiro certamente é o parto), a ultra-sonografia produz imagens a partir do eco produzido pelo som.