Sobre as opções, as escolhas e o parto que eu quero…

A única certeza em relação a filhos que eu sempre tive na vida era de que teria eles de parto normal. Foi com muita surpresa que descobri, ao longo dos anos, que a cesárea é cada vez mais comum, e mais preferida entre as mulheres e pior, descobri recentemente que existem poucos médicos realmente a favor do parto normal no Brasil.

Desde que engravidei, comecei quase que obsessivamente pesquisar sobre minhas opções para o parto. A primeira decisão foi feita antes de engravidar: a escolha de um médico reconhecidamente humanizado e “partonormalista”. Mas aí vêm as questões mundanas, que envolvem estrutura de serviços de saúde na minha cidade, as opções cobertas pelo meu plano, os serviços extras e grupos de apoios existentes aqui. Tenho lido muito, perguntado pra muita gente, assistido a muitos vídeos de parto…

Aqui temos três  maternidades particulares (sendo duas mais famosas e uma mais tradicional), uma maternidade pública e um hospital universitário. Essas são minhas opções:

1. Maternidade Ilha

Prós: é a única na cidade que tem área para parto humanizado, com banheira. É onde meu médico dá plantão e também a mais perto da minha casa.

Contras: não é 100% coberta pelo meu plano. A diferença de valores chega próxima à de uma diária em um hotel 5 estrelas na beira do mar.

2. Maternidade Santa Helena

Prós: é 100% coberta pelo meu plano

Contras: tem fama de inventar qualquer desculpa para te levar para uma cesariana. Meu médico não atende lá (teria que pagar um chamado para que ele fosse até lá). Eu ficaria numa enfermaria.

3. Maternidade  Carlos Correa

Ainda não consegui me informar sobre essa. É a mais antiga das três, e onde nasceram 3 dos meus irmãos. Meu médico certamente não atende lá, mas não conheço as taxas de normalXcesária

4. Maternidade Carmela Dutra

E onde eu nasci (seria legal que ele nascesse no mesmo lugar que eu). É do SUS. Mas ainda não conheço as taxas de normalXcesária.

5. Hospital Universitário

Prós: é gratuito, é a instituição de saúde da cidade onde mais se pratica/defende/ensina o parto humanizado e o parto normal

Contra: por ser gratuito, a internação é em enfermaria. Mesmo com parto normal, mãe e filho ficam 48h internados.

6. Parto domiciliar

Prós: seria no conforto da minha casa, com a equipe escolhida por mim, com o mínimo de intervenções, sem pressa, com carinho e cuidado.

Contras: por enquanto, só o valor, que não é coberto pelo plano de saúde.

7. Doula

Prós: Uma doula é uma profissional enfermeira que acompanha a mulher durante o trabalho de parto, desde em casa até na maternidade. Ela ajuda a acalmar, auxilia no processo do trabalho de parto, entende e busca sempre o melhor para mãe e filho.

Contras: não consegui encontrar nenhum ainda 🙂

Anúncios

13 pensamentos sobre “Sobre as opções, as escolhas e o parto que eu quero…

  1. Sem dúvida, é uma “saga” a busca por um parto humanizado.
    Alguns grupos me ajudaram muito a encontrar uma equipe e conhecer a realidade do sistema de saúde: parto humanizado por convênio, praticamente impossível!

    No início, me senti muito mal com isso já que teóricamente não posso pagar. Mas os grupos são maravilhosos e, aos poucos, fui compreendendo.
    Procure o Parto Nosso, uma lista do yahoo groups e, principalmente, o grupo Parto Natural no facebook. As meninas são incríveis!

  2. Se voce quiser mesmo humanizado, vale a pena o investimento.
    Acho a melhor opcao a da maternidade ilha com seu medico.
    ai pensa tambem numa doula!
    bjs

  3. oi Denise, sou mae de uma linda menina de 23 dias e consegui ter um parto normal aqui em SP. Digo consegui porque infelizmente é quase uma luta! As pessoas te olham como se fosse louca por “querer sofrer”, um absurdo! O principal é achar um médico que te apóie e a minha médica foi fundamental no processo! FIcou 12 horas comigo, teve toda a paciência do mundo e olha que eu tive pre eclampsia com 37 semanas e muitos médicos usam isso como desculpa para uma cesárea.
    Optei por tomar anestesia e quase não senti dor, mas o mais legal foi que não perdi a sensibilidade nas pernas, então eu senti todo o trabalho de parto, a expulsão, tudo! É simplesmente incrível, a maior emoção que eu já senti na vida.
    E a recuperação é sensacional… Minha filha nasceu 2 da manhã e às 10hs eu já estava tomando banho e lavando a cabeça. Não senti nada, nada mesmo!
    Meu conselho é: faça de tudo para ter o parto do jeito que você quer. Pesquise, converse, visite hospitais, leia blogs, se arme de todas as informações possíveis. Não deixe ninguém escolher por você.
    Claro, se houver alguma indicação médica REAL para cesárea, não se sinta frustrada, afinal se tem uma coisa que aprendemos na gravidez e tendo um filho é que temos muito pouco controle sobre as coisas.
    Parabéns pela gravidez e que você tenha o seu parto normal que tanto deseja!

    • Tatiana, parabéns por ter conseguido um parto como você quis, principalmente em São Paulo!
      Também vejo muitas pessoas me olhando com cara feia, principalmente por ter um prazo tão perto do Natal (23/12). Mas vou até o fim e acredito que as escolhas começam a ser feitas agora.
      Beijos e obrigada!

  4. Também gostei da opção da maternidade Ilha, Dê. Analisa custos e prós e veja se cabe no orçamento. Super vale a pena.
    Beijocas,

    • É Sylsyl, a maternidade Ilha é mesmo a mais próxima do que eu imagino de maternidade. Mas o que pega é a grana mesmo. Sem dúvida o investimento vale cada centavo, mas preciso me programar desde já.
      Beijinhos

  5. entao, Bonitona!
    Descobri seu cantinho virtual bem no acaso, embora nao acredite em acasos. Eu e meu marido estamos na mesma barquinha, mas ainda em comeco… estou montando um espaco pra minhas divagacoes, assim que estiver pronto, partilho com você!
    O que me motiva hoje a comentar – alias, ha tempos quero comentar – eh uma dica de doula, relacionado ae em sua busca do parto humanizado e sereno! Nunca eh cedo demais para ler e aprender! informacao eh poder libertador!
    Vc mora em “Patopolis”, certo? Eu morei na ilha da magia, de 2004 a 2010, quando estudei Direito na UFSC.
    Gostaria de recomendar pra vc uma Doula queridissima ai da Ilha: a Cris! Talvez vc jah tenha ouvido falar dela! Eu a descobri nas minhas leituras e aprendizagens 😀

    http://crisdoula.com/

    Se eu ainda estivesse ai, ela seria minha doula! Ela eh uma pessoa fofissima!

    Beijukkkas 😀

    • Oi Jux,
      bem-vinda à blogosfera materna. Quando seu cantinho estiver pronto, posta aqui para eu poder visitar!
      Conheço sim a Cris, foi no blog dela que descobri essa lindo ofício que é o de doula. Acho que todas mulheres deviam ter direito a uma.
      Estou em contato com ela já!

      Beijos

  6. Denise,
    Eu fiz cesária para ter os meus gêmeos, mas tive um acompanhamento de uma doula desde o quinto mês (20 semanas). A minha era fisioterapeuta (elas não são todas enfermeiras). Foi muito bom e eu recomendaria para qualquer pessoa. Dá uma olhada no site http://www.doulas.com.br Lá eles têm uma pesquisa de doulas por região. Boa sorte.

  7. Pingback: Em busca do parto normal (parte 4) « Bem que se Quis

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s